2016: tendências de corte, cor e efeito


New Pixie, Long Bob, Tourtoiseshell hair, Top Knot e Bronde hair. Estas são algumas das expressões que dão voz para as tendências deste ano em cortes, cores e efeitos para cabelo. E sim, você leu certo, Bronde hair, um neologismo inglês que une as palavras Brown (marrom) e Blonde (loiro). Mas, antes de falar em cor, falemos em comprimento.

Para os curtinhos, a tendência está no New Pixie, um corte mais ousado e estiloso, com franjas irregulares e acabamento assimétrico. Já para o comprimento médio, a tendência que se confirma como o corte do ano é o Long Bob. As variações do corte Bob hair - vistas novamente no streetstyle de muitas semanas de moda ao redor do mundo - há algum tempo já vinham chamando atenção de fotógrafos e especialistas do mercado internacional. Contudo, o corte só ganhou força no Brasil quando caiu no gosto das globais Fernanda Lima, Grazi Massafera, Giovanna Ewbank e Letícia Spiller. Para se conectar: o Long Bob tem comprimento entre o queixo e o ombro, e é sempre finalizado com ondas suaves, de movimento leve.

Quando falamos em longos, a figura de Giovanna Antonelli desponta. Em seu último personagem na trama “A regra do jogo”, no horário nobre da Rede Globo, a atriz adotou o corte do ano para as longas madeixas: textura levemente ondulada, corte sem camadas marcadas com finalização na altura do seio. A atriz também usou do efeito Tourtoiseshell hair, uma das grandes apostas em colorometria para 2016.

Se em 2015 reinaram mechas, efeitos ombre e californianas, as cores e efeitos deste ano prometem um páreo apertado. A já citada Giovanna Antonelli abriu caminho para o Tourtoiseshell hair, ou efeito tartaruga: tonalidades escuras que mesclam castanho e mel, aplicadas na diagonal e partindo não da raiz do cabelo, mas do comprimento do fio. Nesta mesma linha, o Bronde hair abriu o ano em alta: a mistura de mechas marrons e loiras está conquistando cada vez mais mulheres em solo tupiniquim. Entre as cores de 2016, ainda podemos citar o ruivo alaranjado, com leves fios cobres, que ressurge com textura mais natural, ao estilo do lifestyle 70’s – já preponderante no universo da moda há muitas estações.

Os penteados do ano vão do Top Knot, coque no topo da cabeça, com pontas livres, raiz fofa e mechas soltas; às tranças boxeadoras, isto é, tranças duplas que utilizam todo o cabelo para um efeito moicano e que completam o look Rapunzel moderna, citado na edição deste mês da Revista Cláudia. As tranças prometem manter sua presença até o final do ano, com variações simétricas e assimétricas, ora aparecendo em sofisticados coques para a noite, ora em despretensiosas produções praianas para o dia.

Independentemente da tendência, do conceito ou do estilo de cada corte, cor ou efeito, o importante é que cada mulher faça opção pela estética que mais lhe valoriza e abuse do visagismo para lhe favorecer. Recomendamos, claro, que antes de cortar e/ou tingir, cada leitora procure um profissional de sua confiança.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags