Estilo pós-treino I


Da academia para o guarda-roupa, do guarda-roupa para a academia. Se esse era o trajeto que sua roupa de academia percorria até então, esqueça-o. A moda sportswear ganhou uma nova conotação: ela permite que o indivíduo possa agregar mais praticidade e conforto ao seu cotidiano, funcionando bem tanto para atividades físicas quanto para encontros informais.

Do treino ao pós-treino, a roupa de academia sempre manteve seu uso marginalizado e restrito ao universo dos exercícios físicos. Contudo, grandes marcas e grandes magazines do mundo da moda estão associando-se e dando novas formas de usabilidade para a antiga roupa de academia. A parceria – que chamou a atenção da mídia mundial – entre a gigante Topshop e a Adidas Originals é um exemplo deste fenômeno mercadológico.

Vale lembrar que a Adidas já investe na ressignificação do segmento sportswear há 10 anos. Em 2004, a marca começou a realinhar conceitos quando firmou uma parceria com a estilista Stella McCartney.Também em 2004, outra gigante abria os olhos sobre o sportswear e começava a repensar seu contexto. A Nike, daquele ano em diante, passava a investir com força no mercado feminino de roupas de academia, e lançava seu primeiro catálogo voltado exclusivamente para mulheres.

Apesar de intitulada pelo Editd Journal como The sportswear revolution (A revolução do sportswear), a tendência não é nova. A Lululemon, sediada no Canadá e criada em 1998, foi a primeira marca a criar roupas de sportswear para pós-treino. O desdobramento deste segmento foi, então, batizado de activewear e rendeu, só entre 2008 e 2013, mais de US$ 1,4 bilhão.

Publicada oficialmente no The Business of Fashion, a entrevista de Marshal Cohen – analista-chefe da NPD Group, empresa de pesquisa de mercados com sede em Nova Iorque (EUA) – reflete que esses novos conceitos e usos da roupa de academia estão vinculados a uma mudança no comportamento das pessoas, de modo geral. Para Cohen, a tendência ultrapassa a moda e se torna um estilo de vida, uma vez que estamos buscando, a cada dia mais, uma vida mais fitness.

Cohen ainda afirma que a diferença está na combinação de funcionalidade e moda, e não somente moda ou modismo. A moda activewear permite aproveitar mais o tempo e atender outros compromissos do dia a dia sem ter de trocar de roupa. É claro que alguns cuidados são válidos. Leggings, croppeds, tops e jaquetões esportivos são funcionais para ir ao mercado, buscar as crianças na escola, almoçar com amigas(os) ou fazer compras. Mas, para ambientes de trabalho, reuniões corporativas e ocasiões formais, em geral, ainda não são uma opção coerente. Ainda.

Assim, se sua roupa de academia estava restrita apenas ao contexto dos exercícios físicos, repense. A moda sportswear pode trazer mais funcionalidade e praticidade ao dia a dia, e pode transitar em mais ambientes do que apenas academias e guarda-roupas.

Fonte da imagem: elaborado pelo autor.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags